Dona de casa experimenta LSD (1956) – Psychedelic Drug Research Project


Não estou incentivando ninguém a nada. A questão é que achei interessante ver esse vídeo, pois ele trata da diferença entre é e o que foi. Imagine alguém na TV, num programa televisivo, numa entrevista, relatando a sua experiência após ingerir LSD.

O que temos aí é um registro em vídeo do Psychedelic Drug Research Project, da universidade de Havard, de 1956, e mostra um experimento de “expansão mental”. A expandida é uma dona de casa comum de Los Angeles.

Reparem em como ânimo dela muda com o decorrer do tempo.

LSD Research from vimeo on Vimeo.

9 thoughts on “Dona de casa experimenta LSD (1956) – Psychedelic Drug Research Project

  1. Interessante. O LSD é muito misterioso: ativo em concentrações mínimas. Efeitos na mente, infindáveis, e efeitos no corpo quase imperceptíveis, exceto a dilatação das pupilas.

  2. hheheheheh diz:

    Ela disse que consegue ver e sentir tudo heheh que consegue ver os atomos e pergunta se o cara tbm consegue ver!

    E se o LSD é um meio de se ultrapassar algum limite do nosso corpo quanto aos sentidos?

  3. Orlisvang Sahudina diz:

    com 1 grama de lsd é comum vc ver TUDO exceto o que existe. Ou vc é o ser humano mais resistente a lsd que ja existiu ou basta esperar o efeito passar e assistir de novo pra perceber que vc não estava vendo-o através de uma bola mágica de luz sentado em cima de uma nuvem de pirilampos de cor doce e que o video não tem qq relação com o impacto social de lagartixas mutantes no cenário político de bogotá. E não é colorido… nem 3d…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s